quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Complicada e imperfeitinha

Tem dias que você não encontra respostas, tem dias que você não sabe o por quê das coisas, tem dias que você questiona tantas outras, tem dias que você está presente fisicamente, mas a mente está ausente. Tem dias que você não sabe o que quer, tem dias que você quer esquecer de tudo, até de você mesma. (Hoje é um desses dias pra mim). Confesso que tenho andado bastante confusa a respeito de muitas coisas, sempre viajei no fantástico mundo de Bob, mas ultimamente... É punk! Sei lá, é como se eu não me sentisse desse mundo. Tenho tido tantos pensamentos, cada sonho, e fico me perguntando: qual é o propósito disso tudo? O que fazer? Pra onde ir? Definitivamente não sei. Me sinto exatamente como a foto postada acima. Embaralhada. O tempo tem sido meu companheiro nos últimos dias, afinal, o que mais tenho feito nos últimos tempos é esperar mesmo. Esperar pelo que virá, pelo que irei fazer, pelo que vai acontecer, esperar pela vontade de Deus, e esperar. Me encontro exatamente na sala de espera, e espero que essa espera um dia chegue ao fim. "Essa sala tem ar-condicionado? Café, água"? Não! Coisa difícil, dificilmente tem privilégios, tem que ser ralado mesmo. Espero um dia encontrar minhas respostas. Eu só não queria vê o tempo passar de mãos atadas.


"A verdade é que você entra nesse mundo sozinho e sai dele do mesmo jeito".




Um comentário:

Dyana disse...

"Essa sala tem ar-condicionado? Café, água"? Isso que é uma boa mémoria..amei o post, de certa forma tem algo a ver comigoo, uns pontos.. =]